Pegando o seu bebê no colo e trocando fraldas

Quando você chega em casa do hospital com um bebê recém-nascido, a mais simples das tarefas pode parecer desgastante. Para muitos pais, o simples ato de segurar o bebê no colo é estressante: a aparência deles é tão minúscula e frágil! Você deve saber como trocar uma fralda em teoria, mas a realidade é muito diferente. Mas com apenas algumas orientações simples, você logo, logo estará segurando seu bebê no colo e trocando fraldas como um profissional.

Segurando o seu bebê no colo

Para uma mãe novata que não tem experiência com bebês, o simples fato de pegar e segurar um bebê no colo é um pouco assustador, vesti-lo dá medo e dar banho nele é absolutamente temeroso. Felizmente, como os bebês não se contorcem muito, no início você não precisa se preocupar quanto a ele escapar de seus braços ou de seu alcance sobre o trocador. Não se preocupe com a fragilidade física e emocional do bebê. A psique do seu bebê não será destruída para o resto da vida se você estiver de mau humor, com pressa ou preocupada de vez em quando.

É necessário apoiar a cabeça do seu bebê com uma mão durante cerca de três meses ao pegá-lo no colo e ao mantê-lo contra o seu ombro para que a cabeça dele não se incline para trás quando você se deslocar. Costumava ser comum enrolar os bebês em cueiros e alguns pais gostavam de envolver os braços e pernas de seus bebês desta forma até se acostumarem a pegá-los e transportá-los no colo. Em breve, você realizará tranqüilamente as tarefas que envolvem movimento e manipulação do seu bebê e inconscientemente evitará movimentos súbitos e barulhos altos que assustem ou sobressaltem os bebês.

Trocando fraldas e vestindo o seu bebê

Provavelmente você se sentirá um pouco desajeitada nas primeiras vezes em que trocar uma fralda e vestir seu bebê, mas com um pouco de prática, você o manipulará com facilidade e segurança. Use uma mesa alta de qualquer tipo para que você não tenha dores nas costas. Uma cômoda antiga com uma almofada na parte de cima serve muito bem, mas os modernos trocadores têm alças de segurança embutidas para segurar o seu bebê quando ele já tiver idade suficiente para se contorcer e reagir contra você.

Se você usa fraldas descartáveis no seu bebê, a troca é quase automática: deite o bebê sobre a fralda, dobre a metade da frente da fralda sobre o bebê e prenda-a com as práticas fitas adesivas. Às vezes, estas fitas adesivas rasgam, mas em vez de jogar a fralda no lixo, conserte-a com uma fita adesiva comum. Para evitar que a umidade encharque a roupa externa, use fraldas descartáveis com elásticos nas pernas e vire a parte superior de plástico da fralda para dentro. Uma fralda de tecido pode provocar uma torção em forma de oito na virilha devido à sua espessura dupla e ajuste mais apertado. Prenda com um alfinete a parte de trás da fralda sobre a parte da frente, deslizando um ou dois dedos entre o tecido e a pele do bebê para evitar que o alfinete machuque-o. Use uma almofada para alfinetes ou uma barra de sabonete para prender os alfinetes da fralda. Não use alfinetes de segurança comuns. Mantenha-os fora do alcance do bebê e nunca os coloque na boca. Seja qual for o tipo de fralda utilizada, se o seu bebê for menino coloque uma fralda extra para evitar se “esguichada” ao troca-lo.

Os tipos de fraldas de tecido que você escolhe para o seu bebê refletem seu gosto e inclinações. Alguns pais preferem gastar o tempo extra necessário para passar a ferro roupas de tecido de fibras naturais porque gostam de olhar para um bebê vestido elegantemente, outros optam por roupas de tricô mais simples que precisam de poucos cuidados. Seja qual for o tipo de vestuário que você prefira, procure por roupas que sejam fáceis de vestir e despir em seu bebê: as com poucos (ou nenhum) botões, com golas com aberturas largas o bastante para a passagem da cabeça do bebê e com botões resistentes no gancho que facilitem a troca de fraldas.

Agora que já vimos a parte básica dos cuidados com os recém-nascidos, como a criação do vínculo com o seu pequenino e a troca de fraldas, estamos prontos para passar para as grandes perguntas que os pais se fazem: qual a melhor maneira de fazer o meu bebê dormir? O que posso fazer para o meu bebê parar de chorar? Há livros inteiros dedicados a estas duas perguntas e inúmeros conselhos sobre o assunto.

Na próxima página, veremos com detalhes estes tópicos abordando os padrões e posições de sono do seu bebê, cueiros, barulho e chupetas. Também falaremos sobre os prós e os contras da cama familiar.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: